O início da relação cinema-psiquiatria

 

O primeiro filme a fazer uso da figura de um psiquiatra foi Gabinete do Dr Caligari, filme de 1920, do diretor Robert Wiene, na Alemanha.

Este é considerado o filme manifesto do expressionismo e por isso, por muito tempo a estética expressionista foi chamado caligarismo.

O roteiro foi escrito com a intenção de denunciar o poder das instituições, no filme representadas pelo psiquiatra Caligari, mas foi feita uma alteração e o resultado é diferente daquele do roteiro.

A hipnose e sonambulismo são bastante utilizados no filme e isto já era o reflexo da obra de Freud no cinema.

O Gabinete de Dr. Caligari e outros filmes expressionistas como Nosferatu são os precursores dos filmes de terror, principalmente os filmes B americanos.

Na época em que o filme foi filmado, a Alemanha vivia num estado de espírito negativo e com uma série de inquietações, resultados da destruição da Primeira Grande Guerra Mundial.

O estilo do filme reflete esses sentimentos e frustrações na sua própria estética. O cenário é opressor, com linhas distorcidas e não harmoniosas. Luzes e sombras também são muito usadas para transmitir os sentimentos dos personagens.

O fato da relação psiquiatra e cinema ter se iniciado com um filme de terror é algo muito revelador e até hoje esta áurea de mistério ronda o psiquiatra e pacientes psiquiátricos nos filmes. Por outro lado, existem filmes que exageram ao criar uma figura do psiquiatra como ser humano ideal, sem defeitos. Esse maniqueísmo segue a psiquiatria no cinema até hoje , com algumas exceções.

 

Comente! 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: