O Retorno de José Mojica

Na última sexta feita, 08 de agosto, estreou o novo filme do Zé do caixão “Encarnação do Demônio”, que encerra a trilogia iniciada em 1963 com ”À meia-noite levarei sua alma”, filme que lançou o famoso personagem.

O cineasta José Mojica foi por muito tempo ignorado no Brasil, mas após sucesso internacional, tornou-se uma figura “Cult” também no Brasil. Em seus filmes, Mojica mostrava influências do expressionismo e dos filmes”B” de terror.

Ele fez parte do cinema da “Boca do Lixo”, na década de 70, com produções realizadas no centro de São Paulo, na Rua do Triunfo.

Essas produções da “Boca do Lixo” foram e são ainda extremamente desvalorizadas por estarem fora do circuito intelectual da época, por terem como temas assuntos populares e como personagens os diversos estereótipos das classes sociais menos privilegiadas. No entanto, agradavam muito a população na época e foram essenciais para o estabelecimento do cinema de forma industrial no Brasil.

 Há algumas controvérsias para definir o grupo de cineastas que freqüentava a “Boca-do-Lixo” neste período. Alguns os definem como cineastas marginais, no sentido literal da palavra ‘margem’, isto é, cineastas que atuavam na periferia do sistema (Embrafilme/Cinema Novo) e tinham como temáticas principais o submundo urbano, os excluídos. Não possuíam recursos para filmar, assim, tinham que improvisar para sanar as deficiências técnicas com criatividade.

Site oficial do Zé do Caixão  http://www2.uol.com.br/zedocaixao/

Filmografia de José Mojica:

 

 

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: